h1

O Renascimento e a Educação

02/10/2010

Uma parte:

“O Renascimento foi um movimento intelectual, estético e social que representou uma reação à decadente estrutura do início do século XIV. Representou uma nova concepção do mundo e do homem, havendo um redescobrimento da individualidade, do espírito crítico e da liberdade no ser humano. O reconhecimento desses traços de individualidade devolveu à criatura humana o papel de protagonista: é o antropocentrismo, nas obras da antiguidade Clássica, esse humanismo renascente voltou a valorizar o belo, resgatando a importância do corpo.
A produção renascentista foi rica em tratados pedagógicos, num visível contraste com a Idade Média, que não nos legou nenhuma obra de filosofia educacional. Numa declarada oposição ao magister dxit medieval, apregoa-se, agora, uma pedagogia liberal e destituída do autoritatismo característico do ensino escolástico. Apesar da descoberta da Imprensa, essa educação ainda é para minorias, desfrutada apenas pela burguesia ascendente. Voltada para o ensino superior, foi cultivada principalmente nas cortes. A Educação Física reintroduz-se nesses currículos elitistas onde os exercícios físicos – o salto, a corrida a natação, luta, a equitação, o jogo da pelotam a dança e a pesca – constituem-se em prioridades para o ideal da educação cortesã.

Um sem-número de pensadores renascentistas dedicou suas reflexões à importância dos exercícios físicos:
Da Vinci escreveu Estudo dos movimentos dos músculos e articulações, um dos primeiros tratados de biomecânica que o mundo conheceu.
Rabelais defende práticas naturais para a educação e, por isto, os jogos e os esportes deviam ser explorados.
Montaigne exaltava a importancia da atividade esportiva, quando defendia que não só a alma deve ser enrijecida, mas também o corpo.
Francis Bacon defendia a execução de exercícios naturais, havendo estudado a manutenção orgânica e o desenvolvimento físico pelo aspecto filosófico.

Todos foram precursores de uma nova tendência e avalizaram a inclusão da ginástica, jogos e esportes nas escolas. Suas idéias fertilizaram o campo onde, na segunda metade do século XVIII, foram fundamentados os alicerces da Educação Física escolar. Não podemos deixar de consignar a publicação de De Arte Ginástica (1569), escrita pelo médico italiano Mercuriale. Sua obra resumiu a literatura antiga sobre o assunto, dedicando a matéria um tratamento médico que a tem caracterizado tradicionalmente.

Entre os pensadores que, numa fase pós-renascentista, influenciaram a Educação e, consequentemente, a Educação Física, não podemos deixar de fazer uma referência especial a Locke e a Rousseau. O antagonismo de suas idéias marcou um cotelo que acompanha o pensamento educacional até a atualidade.

Locke foi o grande representante de uma teoria que formulava um conceito disciplinar de educação. Em contrapartida, Rosseau seria o líder de uma tendência naturalista para o terreno pedagógico. Para Locke, a educação utilizaria a repressão e a disciplina das tendências naturais, tendo como objetivo principal a formação do caráter. Rousseau, por sua vez, não acreditava que a educação tivesse como objetivo principal instruir, reprimir ou modelar o ser humano. referindo-se à sua personagem Emílio, afirma que, ao final, ele não seria um soldado, um sacerdote, nem um magistrado: seria antes de mais nada um homem. Ambos deram destaque à Educação Física como elemento da Educação Locke dispensa-lhe uma orientação médica, aconselhando que as crianças sejam sujeitas a um regime de vida bastante rigoroso, condição essencial para a manutenção da saúde. Rosseau, assim, como Locke, dedicou especial atenção aos exercícios físicos para as crianças. Sua teoria evidenciava os aspectos benéficos de vida do campo e ao ar livre, com a prática de jogos, esportes e ginástica
natural.

A Idade Moderna continuou o seu caminho trilhado do longo dos 200 anos que separaram o Renascimento dos tempos contemporâneos. É no século XVIII onde podemos encontrar os reais precursores de uma Educação Física que iria se firmar no horizonte pedagógico do século seguinte. Basedow fundou (1774) na Alemanha o primeiro estabelecimento escolar – desde a Grécia Clássica – com um currículo onde a ginástica e as disciplinas intelectuais humanista de inspiração rousseauísta, Salzmann funda (1784), também na Alemanha, outra escola que reconheceu valores pedagógicos nso exercícios considerado o fundador da escola primária
popular, vislumbramos a figura de Pestalozzi. Interessou-se por Educação Física, chegando a fazer incursões até mesmo no campo da metodologia. Pestalozzi orientou a ginástica por parâmetros médicos, objetivando correções de postura.

(…)continua..

Fonte(s): OLIVEIRA, Vitor Marinho de. O que é educação física. São Paulo: Brasiliense, 1990. Coleção Primeiros Passos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: