h1

A prática pedagógica no Tratamento de TDAH

03/10/2010

O PROFESSOR DA ESCOLA COMO ALIADO NO TRATAMENTO DE TDAH

O professor, assim como a escola conhece o dia-a-dia de seus alunos, e sabe muito bem qual deles têm dificuldades de aprendizagem. Mas, o preconceito acerca desse assunto ainda é muito grande; a maioria dos pais, quando surpreendidos pela sugestão de procurarem ajuda, ficam amedrontados, e reajem muito mal.

Isso não é bom. Primeiro porque inibe os professores e a escola a buscarem alternativas que facilitem o dia-a-dia da criança; segundo, porque quanto mais tempo se passar, mais difícil será para ela.

Também é comum encontrar professores que desconhecem do assunto, já que existem muitas dúvidas e mitos sobre o TDAH. O TDAH – Transtorno de Deficit de Atenção e Hiperatividade – conforme artigo anterior “Meu Filho é Hiperativo!”, tem diagnóstico clínico. Assim, havendo suspeita de que o aluno apresenta características de impulsividade ou de desatenção ao extremo, o professor e a escola devem sugerir intervenção médica. Ambos, professor e escola, têm papel fundamental no diagnóstico e no tratamento do TDAH.

Uma vez diagnosticado, o professor tem condições de ajudar o aluno com TDAH sem, com isso, prejudicar o “andamento” da turma. Além de ter condição privilegiada de observação do comportamento das crianças pode, através de algumas estratégias facilitar o cotidiano desta criança na escola.

Ao receber este aluno, o profesor poderá:

  • identificar possíveis talentos, e enconrajar a criança a desenvolvê-los;
  • elogiar sempre que necessário;
  • estimular a criança à criatividade;
  • Evitar estigmas.

Também terá papel imprescindível o professor que procurar estar sempre próximo deste aluno:

  • estabelecendo combinados;
  • trabalhando a importância das regras e dos limites, inclusive prevendo conseqüencias ao descumprimento destes;
  • avaliando-o diariamente, de forma a promover sua auto-estima;
  • ajudando-o a descobrir por si própria as estratégias mais funcionais.

Claro que existem inúmeras maneiras de o professor estar intervindo positivamente na aprendizagem de seus alunos. “Por hora”, basta saber que o TDAH não é um transtorno que afeta apenas o comportamento da criança; na medida em que afeta também a capacidade para a aprendizagem, a escola precisa assumir o importante papel de organizar os processos de ensino de forma a favorecer ao máximo a aprendizagem.

E os pais, por outro lado, devem estar atentos a isso!

Fonte: Projeto Inclusão Sustentável (PROIS): uma parceria entre profissionais da Universidade de São Paulo e Universidade de Brasília.

http://www.momentocerto.com.br/artigos-pedagogicos/o-professor-e-a-escola-como-aliados-no-tratamento-do-tdah/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: